Irregularidade

Esta praça apresenta uma grande regularidade, além de séculos de história. Que manifestações, festas, acontecimentos públicos? Agora, tem restaurantes e algumas lojas, não necessariamente modernas. Lembro-me de ter comprado aqui uma boina, perdida dias depois. No Natal, montaram uma feira de artesanato, que não gostei muito. Mas aprecio os pintores que aqui pintam e procuram vender os seus trabalhos. A praça é também local de passagem. Homens e mulheres estátua, fantasmas, acordeonistas, grupos de asiáticos e americanos, povoam-na.

A regularidade da praça não condiz com a escrita no blogue nas últimas semanas. Os livros estão à espera que escreva sobre eles, os filmes passam nas salas de cinema e não dou conta dessas ocorrências. Às vezes, é preciso parar (abrandar no mínimo) para refletir.


Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *