José Carlos Abrantes e o teatro

José Carlos Abrantes, no passado mês de julho, surpreendeu com a sua participação na peça A Ronda de Arthur Schnitzler, no Teatro de Turim. Eram dez diálogos onde as personagens vivem encontros e várias formas de se relacionar com o outro, tudo isto vivido a diferentes tempos, num espaço comum. Com encenação de Patrícia Lucas e produção Teatro Turim (Lurdes Silva) e interpretação de Bárbara Água, Elisabete Jarró, Luís Correia Rafael, José Carlos Abrantes e Sara Braz Ferreira e luz de Henrique Moreira. Por razões pessoais, não pude ver. Por isso, fui ao encontro de José Carlos Abrantes e entabulámos uma conversa agradável em esplanada do Jardim das Conchas numa manhã deste mês de setembro. Além da peça, falámos de outros tópicos, mas o vídeo versa apenas sobre essa experiência no teatro.

José Carlos Abrantes exerceu as funções de Provedor do Telespectador da RTP entre 2 maio de 2011 e 30 de abril de 2013. Nesse período fez cerca de 80 programas Voz do Cidadão, exibidos em todos os canais da RTP. Foi também Provedor dos Leitores do Diário de Notícias entre fim de abril de 2004 e junho de 2007.
Foi professor de Teoria e História da Imagem na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra(1994-2001) e na Escola Superior de Comunicação Social de Lisboa. Em Coimbra leccionou também Comunicação Audiovisual. Foi membro da direção do Instituto Jornalísticos.
Foi também professor na Universidade Aberta, na Universidade do Algarve , no Instituto Politécnico de Castelo Branco e deu aulas na Universidade Católica de Louvain, no quadro do Programa Erasmus. Tem organizado eventos culturais e mediáticos em parceria com a Livraria Almedina, o Teatro S, Luís, o Instituto Franco Português e algumas Universidades (Universidade de Coimbra, Universidade Nova, Universidade Católica., entre outras).

Foi sócio fundador da Associação Portuguesa de Comunicação (Sopcom) e do Centro de Investigação Media e Jornalismo (CIMJ), tendo feita parte da direção deste último. Trabalhou com a imprensa escrita, a rádio e a televisão. Alimentou vários blogues (um deles dedicado às imagens, As Imagens e Nós) e está presente no Facebook e no Twitter. Publicações mais recentes
Em escrita: Os Poderes das Imagens, a aparecer em 2016
Abrantes, J.C., Nós, os Leitores, Lisboa, Edições 70, 2008
Abrantes, J.C. e Daniel Dayan (Orgs), Televisão: Das audiências aos públicos, Livros Horizonte/CIMJ, 2006
Abrantes, J.C. (Org.), Ecrãs em mudança, Lisboa, Livros Horizonte/CIMJ, 2006
Abrantes, J.C (Org), A construção do Olhar (Coord), Livros Horizonte/CIMJ, 2005
Abrantes, J.C., 1001 Razões para Gostar de Portugal, Lisboa, Texto Editores, 2005.
Foi director da colecção “A Construção do Olhar”, das Edições 70, que publicou livros de Monique Sicard, Serge Tisseron, Daniel Dayan, Ema Sofia Leitão e Rogério Santos.


Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *