Marin Dacos em Lisboa

Decorreu hoje em Lisboa a sessão de apresentação do LusOpenEdition, onde esteve presente Marin Dacos (director do Cléo), ao centro na fotografia e cujos primeiros dezanove minutos de comunicação estão gravados no vídeo abaixo. O projeto LusOpenEdition desenvolve-se no âmbito do portal OpenEdition, disponibilizando à comunidade científica três plataformas de publicação e de informação em ciências sociais e humanas, de âmbito internacional: Revues.org – Revistas e Livros, Calenda – Agenda das ciências sociais e humanas, Hypotheses.org – Blogues científicos.

Na mesa e com comunicações, estiveram igualmente Maria Antónia de Lima (ISCTE e presidente do Centro em Rede de Investigação em Antropologia, CRIA), Jorge Lucas (Gulbenkian), Eloy Rodrigues (Universidade do Minho) e Gustavo Cardoso (ISCTE).

O LusOpenEdition é desenvolvido e financiado pelo Centre pour l’édition électronique ouverte (Cléo – UMS 3287), pelo Centro em Rede de Investigação em Antropologia – CRIA, e pela Fundação Calouste Gulbenkian. A Revues.org é uma plataforma com mais de 300 revistas e colecções de livros científicos, a Calenda é um calendário das ciências sociais e humanas e divulga(ou) mais de 16 mil eventos e a Hypotheses.org é uma plataforma de cadernos de investigação em ciências sociais e humanas, com 251 blogues neste momento, incluindo o Indústrias Culturais.

A presença de Marin Dacos em Lisboa marcou o começo da internacionalização das três plataformas de publicação e informação com sede em Marselha ao serviço do acesso livre. O Open Access (acesso aberto ou acesso livre) significa a disponibilização livre na internet de cópias gratuitas, online, de artigos de revistas científicas revistos pelos pares (peer-reviewed), comunicações em conferências, relatórios técnicos, teses e documentos de trabalho. As duas vias para o acesso aberto são: publicação em revistas de acesso livre, auto-arquivo em repositórios institucionais de acesso livre.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.