Memórias da industrialização portuguesa

Em edição da Tinta da China e com o patrocínio do município de S. João da Madeira no âmbito do projecto Circuitos pelo Património Industrial, Paulo Marcelo publicou o livro-álbum Oliva. Memórias de uma marca portuguesa (2011). Fundada em 1925 por António José Pinto de Oliveira, a Oliva ficaria muito associada ao fabrico de máquinas de costura, perdurando no imaginário colectivo nacional, em especial junto das “moças prendadas” (p. 9). Além das máquinas de costura, começadas a fabricar em 1948, a Oliva produziu também torneiras, salamandras, marmitas e fogões de cozinha, banheiras, aquecedores, ferros de engomar, tubos, bombas centrifugadoras, tornos de bancada e outros produtos (mesma página).

O autor faz referência ao estilo social imprimido pelo patrão da Oliva: férias em colónias balneares e festas de Natal para os filhos dos empregados, formação de um grupo de teatro e de um orfeão e instalação de uma cooperativa de consumo. Em 1969, o fundador da fábrica de S. João da Madeira desvinculou-se da firma, adquirida pela americana ITT. Em Abril de 2010, a Oliva encerraria as suas portas.

O livro, indica o autor, não é uma história da Oliva, mas uma recolha e estudo da iconografia, um repositório de fotografias da marca e sobre os seus produtos, a partir dos trabalhos da colaboração de diversos fotógrafos e empresas de fotografia que registaram os principais momentos da fábrica, como os estúdios Mário Novais e Almeida, além da empresa Riscos. Fotografia, design gráfico e design industrial compõem a maior parte do volume agora editado.

Paulo Marcelo nasceu em S. João da Madeira e é docente no Instituto Superior de Entre Douro e Vouga (ISVOUGA), em Santa Maria da Feira. Fez o design global do museu da Chapelaria em S. João da Madeira e organizou ciclos de exposições retrospectivas de antigas marcas e empresas portuguesas, como Saboaria e Perfumaria Confiança, Limpa Metais Coração, Oliva, Viarco, Pasta Couto e Ach Brito/Claus no instituto onde ensina, entre 2007 e 2010.

No antigo pólo industrial da Oliva, adquirido parcialmente pela autarquia de S. João da Madeira, pretende-se instalar um complexo denominado por “Oliva Creative Factory”, constituído por um centro de competência e de excelência criativa. A Oliva, em 1990, conjuntamente com outras empresas e diversas personalidades, criou a Fundação Terras de Santa Maria da Feira, entidade instituidora do ISVOUGA (imagem abaixo retirada do sítio Lugares Esquecidos).


15 thoughts on “Memórias da industrialização portuguesa”

  1. alguem me ajuda comprei uma maquina oliva modelo cl 63 mas não sei trabalhar com ela precisava de copia do livrinho de instrução se alguem me puder ajudar muito agradeço OtavioFerreira

  2. Bom dia,
    Herdei da minha mãe uma máquina de costura Cl. 62 da Oliva, e gostaria de ter o manual de instruções, pois não sei trabalhar com os discos Acha que de alguma forma é possível obter o livro, copias ou um pdf ?

    Obrigada.
    Susana Marques

  3. Boa tarde Sr. Artur,

    Tenho uma casa, com muita informação quer da fabrica, quer documentos, enfim, uma enorme quantidade de tudo um pouco.
    Fiquei espantado, como teria interesse pela Oliva, no seu caso, a publicidade.
    Diga-me exactamente o que pretende, e terei muito gosto em ajudá-lo.

    1. Seria possível contactá-lo de outra forma?
      Estou fazer um projeto para a Oliva e gostaria de lhe fazer algumas questões.

      Cordialmente,
      Catarina Moreira

  4. Olá Dalila,

    Fico muito contente por esse trabalho.

    Que tipo de documentos necessita ?

    posso enviar alguns documentos em scan de forma a que possa validar o que lhe interessa.
    Infelizmente, houve alguma documentação que se perdeu bastante, mas felizmente eu mesmo tenho muita informação que estimo com máxima precuação.

    De qualquer das formas, este fim de semana, vou a casa da minha avó e procurarei mais informações

    Como a contacto?

    Os meus cumprimentos,

    Pedro Oliveira

    Cumprimentos,

    Pedro Baleia

  5. É fantastico este livro, dou os meus parabens.

    Sou da familia Oliveira e o António José Pinto de Oliveira é o meu Bisavô, fundador da Oliva.

    Existem mais fotos, que tenho pena que não tenham entrado em contacto comigo que teria fornecido com maior dos prazeres.

    Mas dou os meus parabens pela inciativa, já que muita coisa na historia portuguesa está esquecida.

    Cumprimentos,

    Pedro Oliveira

    1. Ollá Pedro,

      Ainda não consegui ler e ver este livro, mas estou bastante curiosa. Estou a realizar um trabalho académico sobre design industrial e empresas que marcaram pela diferença no sec XX. Escolhi a Oliva como empresa de referência. Estou a tentar abordar o tema pelo design quer da marca, quer dos produtos que a Oliva produzia, no entanto não tenho conseguido obter qualquer informação sobre quem desenhou, as famosas máquinas de costura e os outros produtos que a Oliva produzia (Quem foram os responsáveis pelos design dos produtos? Terá sido um designer ou equipa de designer, internos ou externos à empresa. Chamo hoje de design e designer muito embora na época não se chamassem desta forma.)
      Se o Pedro me poder ajudar seria muito interessante, gostaria muito de ter toda a evolução da máquina de costura Oliva … Foi um produto que bateu toda a concorrência, a Singer (um grande concorrente) quase deixou de comercializar em Portugal.

      Fico a aguardar…
      Cumprimentos,
      Dalila Ferreira

    2. Olá Pedro,

      estou a fazer um trabalho académico sobre a Oliva, centrando-me mais no design industrial, design da marca oliva e seu produtos. Em relação a este assunto pouco se sabe.
      Não tive ainda oportunidade de ler e ver este livro mas faço conta de o adquirir.
      SE por acaso tiver alguma informação que me posso ajudar agradecia a ajuda.

      Cumprimentos,
      Dalila Ferreira

      1. Olá Dalila,
        Tenho todo o gosto em ajudar.
        Vou reunir toda a informação que está documentada em casa da minha avó, esposa de meu avó, filho de Antonio de Oliveira.
        Posso adientar desde já, que o meu bisavó com 14 anos, já falava 8 linguas.
        Com quase 15 anos de idade, foi a Alemanha, buscar a primeira maquina de industrialização, de forma a produzir mais maquinas em menos tempo.
        Adiento desde já que o meu bissavó, Antonio de Oliveira, começou num barracão e foi eveoluindo de forma a que se encontra hoje a Oliva, São João da Madeira.
        Tenho todo o gosto em ajudar, pois penso ser importante que a historia industrial portuguesa deva ser de cultura geral, que hoje diria que quase ninguem conhece. ( infelizmente ).
        Quanto ao design, precisa de provas ? Fotos ?
        documentos ?

        Os meus cumprimentos,

        Pedro Baleia

        1. GOSTAVA QUE ME AJUDASSEM TENHO UMA MAQUINA DE COSTURA QUE ME OFERECERAM USADA DA OLIVA CL 62 E NÃO CONSIGO ARRANJAR O LIVRO DE INSTRUÇÕES
          POR FAVOR ALGUÉM ME AJUDA

          1. Bom dia, consegui o livro de instruções ?
            Tambem procuro mesmo

            Obrigada
            Susana Marques

    3. Boas,
      Sou um estudante de design elaborando um paper acerca da Oliva e as suas campanhas de publicidade em Portugal.
      Enquanto entusiasta de design indistrial e de produto esta máquina teve uma distribuição excelente!
      Tenho pena que não consiga cartazes e alguns postais elaborados por vários autores portugueses.
      Se possível, teria como trocarmos umas fotos se tivesse na sua posse de cartazes publicitários?
      eventualmente até posso encontrar-me com o Senhor.

      Agradecidissimo
      Artur, estudante de 23 anos finalista no IADE em lisboa

    4. boa tarde, peço desculpa o incomodo, mas estou a estudar arquitectura na universidade do minho e estava interessada em pedir lhe a opnião á cerca do restauro que foi realizado na oliva.

      agradeço desde ja á disponibilidade

      francisca costa
      franciscacosta1996@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.