Manuel Baptista no Palácio Anjos

Até 7 de outubro, Manuel Baptista (1936-) expõe no palácio Anjos, em Algés. Professor na Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa (1964-1972), bolseiro da Gulbenkian (1962-1963) em Paris e do Instituto de Alta Cultura (1968) em Ravena, Manuel Baptista pratica a colagem como prática sistemática. Ele estiliza, corta e cola imagens em telas de formatos pouco convencionais, tais como triângulos, pentágonos, em forma de leque, seguindo uma tradição encontrada no cubismo, surrealismo e pop arte, por exemplo. Desde a década de 1960, a obra do pintor ganhou grande visibilidade dentro e fora do país, caso da Bienal de S. Paulo (1973). Recentemente, a Fundação EDP organizou uma sua exposição. Da presente exposição, fazem parte quadros da coleção Manuel Brito e da coleção do próprio autor (notas a partir do texto do catálogo, escrito por Maria Arlete Alves da Silva).


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *