Atividades criativas (entretenimento) dos lisboetas na passagem do século XIX para o XX

No começo da década de 1970, Costa Júnior publicou no Diário Popular páginas curiosas sobre a Lisboa antiga. A 29 de setembro de 1970, ele escreveu sobre os domingos dos lisboetas e as suas diversões. Elas não eram muitas, até porque havia pouco dinheiro para gastar. Alguns dos divertimentos residiam em passear no Passeio Público (atual Avenida da Liberdade) para a má língua, assistir à procissão da Senhora da Saúde ou espreitar uma solenidade a que comparecesse a família real. Dos cafés, o jornalista destacou o Martinho da Arcada, o Central, o Suíço e os dois Marrares. As festas mais apreciadas no começo do século XX seriam as burricadas de Cacilhas à Cova da Piedade, à Amora e ao Alfeite. Das gravuras presentes no artigo, recomendo que se ampliem as da barraca da feira de Alcântara e da procissão (um dia destes coloco imagens atuais da procissão).

1970.09.23.3 (Lisboa antiga)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.