PASTÉIS DE NATA E PASTELARIAS DE SÃO PAULO

Em artigo assinado por Dinho Luiz, Pastel de nata, pão e Portuguesa, hoje no Estado de São Paulo, escreve-se: “Conheça as 50 padarias do projeto PPP. Os donos garantem que a Lusa subiu para a 1ª divisão do Brasileiro por causa delas”.

Lê-se:

  • Terça-feira é o dia em que os 150 integrantes da diretoria do Sindicato dos Panificadores de São Paulo se reúnem – sempre das 16h às 20h – para discutir o preço do pãozinho e reclamar dos fornecedores de farinha. Desde que os jogos da Série B do Campeonato Brasileiro começaram, porém, os diretores mais dedicados têm estendido alguns dos encontros até bem mais tarde. Depois das 20h, eles trocam a sala de reuniões pelo terraço do sindicato e, entre uma garfada de bacalhau e um gole de vinho português, discutem outro assunto essencial para a classe – o desempenho da Portuguesa.

    Foi ali que os padeiros decidiram, há um mês, que a classificação do time para a 1ª divisão era, sim, problema deles. (Quase 90% são portugueses, afinal de contas.) E organizaram o projeto Padarias Pró Portuguesa (PPP), uma “caixinha” para incentivar os jogadores a lutarem para voltar à elite do futebol. Na terça passada, todos fizeram hora extra para assistir ao jogo contra o Coritiba, que poderia garantir a vaga. O time perdeu, mas conseguiu se classificar – com a ajuda do PPP, garantem os padeiros.

Para ler a totalidade do artigo, clicar em Estado de São Paulo (texto completo apenas para assinantes do serviço online do jornal).

Obrigado ao “correspondente” do IC em Brasília, Fernando Paulino.


One thought on “PASTÉIS DE NATA E PASTELARIAS DE SÃO PAULO”

  1. estive a explorar os seus vários blogs e gostei bastante! parabéns pela nobre labuta que desenvolve na divulgação da cultura portuguesa…tb eu tento humildemente fazer o q está ao meu alcance…bom trabalho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.