POLÍTICA, CULTURA, ARTES – EM ANÁLISE NO PORTO

O colóquio Luso-Brasileiro Política, Cultura e Artes, a decorrer em 26 e 27 de Novembro no Anfiteatro Nobre da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, interroga-se: “Política, artes e cultura. Nenhuma possibilidade de inocência ou lugar neutro – lugar do morto. Como se cruzam estes campos? Em que lugares se (des)encontram? Que narrativas convocam? Que jogos estimulam? Que crenças legitimam? Que resistências são possíveis? Que olhares se multiplicam? Que ditos e interditos se tecem? E que sujeitos para estas artes, que corpos para esta cultura – o que arde, ainda, quando tudo estiola? Por que esperamos quando tudo urge”?

Do programa constam as seguintes actividades:

26 de Novembro
9:45 – Abertura
Mesa redonda
10:00 – Deambulando: rua, praça, cidade, João Teixeira Lopes (Universidade do Porto)
10:30 – Reflectir a cultura e o poder à escala local, Ana Pereira Roseira e Ana Roseira Rodrigues (Instituto de Sociologia – Universidade do Porto)
11:00 – O problema do ensino da filosofia face à expropriação da cultura, Rodrigo Pelloso Gelamo (Universidade Estadual Paulista – Brasil)
11:30 – Debate
Mesa redonda
14:30 – Experiência e linguagem na educação: do inumano da arte à sua expressividade na actividade docente, Pedro Angelo Pagni ( Universidade Estadual Paulista – Brasil)
15:00 – Do espectador ao espectactor: uma nova poética política, José Soeiro (Sociólogo)
15:30 – Lucino Visconti. Corpo-montanha e corpo-vazio, Cíntia Gil (Instituto de Filosofia – Universidade do Porto)
16:00 – Debate
Mesa redonda
16:45 – A experiência da criação artística como gesto de renúncia e despojamento de si, Luís Falcão (Escola Superior de Teatro e Cinema – Lisboa)
17:15 – Resistências locais à cultura dominante, Rui Pedro da Fonseca (Instituto de Sociologia – Universidade do Porto)
17:45 – Políticas do corpo e corpos políticos: a questão do abortar, Leonel Santos (Instituto de Filosofia – Universidade do Porto)
18:15 – Debate
21:00 – Cine-grafias Jana Sanskriti. Um teatro em campanha, realizado por Jeanne Dosse
Conversa com José Soeiro (Sociólogo) e Regina Guimarães (Escritora)
27 de Novembro
9:45 – Abertura
Mesa redonda
10:00 – Corpos inabitáveis. A superfície do silêncio, Eugénia Vilela (Universidade do Porto)
10:30 – Squatters: a realidade urbana como matéria plástica ou o acto político que é existir em não-lugares, Paula Albuquerque (Artista audio-visual)
11:00 – Arte e formas de universalidade, Rui Magalhães (Universidade de Aveiro)
11:30 – Debate
Mesa redonda
14:30 – Arte e contrapoder, José Maria da Costa Macedo (Universidade do Porto)
15:00 – Montagem cinematográfica: a construção de um todo e o desejo de soltar a imagem do tempo, Maria Joana Figueiredo (Realizadora)
15:30 – A dança e as lutas do corpo, Né Barros (Coreógrafa)
16:00 – Debate
Mesa redonda
16:45 – Experiência, produção de subjectividade e educação, Rodrigo Barbosa Lopes (Universidade Estadual Paulista – Brasil) 17:15 – A cultura como instrumento de legitimação de estratégias de reconfiguração dos centros urbanos, João Queirós e Vanessa Rodrigues (Instituto de Sociologia – Universidade do Porto)
17:45 – Fantasporto: sobre a reinvenção de um evento lendário da cidade do Porto, Tânia Leão (Instituto de Sociologia – Universidade do Porto)
18:15 – Debate
21:00 – Cine-grafias Ah, não ser eu toda a gente e toda a parte e 20 de Junho de 2006, realizado por Maria Joana
Conversa com Maria Joana (Realizadora) e Rui Moreira (Artista Plástico)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.