A CRISE DO AUDIOVISUAL EUROPEU


A crise do audiovisual europeu – 20 anos de políticas europeias em análise, de Francisco Rui Cádima, em edição da Media XXI, é um dos livros a lançar na 8ª Conferência Mundial de Economia e Gestão dos Media (8th WMEMC), a realizar na Universidade Católica Portuguesa, nos dias 19 e 20 deste mês.


No começo do seu novo livro, Cádima diz que o escreve

  • no contexto da emergência da nova Directiva do audiovisual europeu, designada genericamente Directiva “Serviços de Comunicação Social Audiovisual”. O texto da proposta da nova Directiva do audiovisual europeu, na sua justificação e objectivos, consagra agora, clara e explicitamente, a lógica económica do sistema – uma lógica “light touch” –, assim intitulada por Viviane Reding face a outra qualquer lógica, reconhecendo que “o mercado dos serviços televisivos europeus mudou radicalmente com a convergência das tecnologias e dos mercados” e que com base nessa realidade importaria mudar o clausulado da Directiva TVSF, de 1989, revisto em 1997.

Docente da Universidade Nova de Lisboa, autor de vários livros sobre os media e a televisão e primeiro director executivo do Obercom, Francisco Rui Cádima tem ainda uma actividade cívica (o blogue irreal tv, onde escreve sobre televisão). Recentemente, está a organizar o ciclo Os Presidentes e a Televisão, onde convida antigos Presidentes da República (eu não tenho dado destaque, dado o muito trabalho que tenho tido).


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.